Crime de estupro! Denuncie!

 In Matérias

A notícia da adolescente de 16 anos que foi estuprada por 33 homens causou comoção nas redes sociais nestes últimos dias. Esses homens, além de violentar sexualmente a menor, ainda filmaram e expuseram na internet o vídeo, que viralizou. O sentimento esperado para o ocorrido era de indignação e repúdio, mas outras reações também repercutiram. Comentários dos mais diversos que pactuavam com a situação, que achavam natural ou que buscavam justificar tamanha violência a partir do comportamento da vítima fizeram todas as mulheres sentirem na pele toda dor desta irmã.

Frases como “ela estava drogada” ou “16 anos e já é mãe” e aquelas argumentações já conhecidas de que ela não deveria estar naquele lugar, com aquelas pessoas, etc. são evidências do quanto o machismo e a violência, sobretudo a sexual, são naturalizados em nossa sociedade e o quanto a responsabilização da vítima é vista como ponderação para avaliar esse tipo de caso. É essa ideologia que faz com que a imprensa utilize termos como ‘’suposto estupro coletivo’’ e dê ênfase ao fato da vítima ser usuária de drogas e mãe aos 16 anos.

 

Toda essa naturalização e a busca de justificativas fazem com que, no Brasil, uma mulher seja estuprada a cada 11 minutos. Toda mulher é uma possível vítima, esteja ela em um baile funk ou indo para o trabalho, voltando da escola, pegando um taxi. É preciso entender que a cultura do estupro, onde a vítima sempre é a culpada existe e que precisamos lutar contra essa ideia. Estupro não é sexo. Estupro é violência!

Você pode gostar destes também:

Deixe um comentário

otaku-menu
Mande um oi pra gente

Você pode mandar aqui sua sugestão, elogio ou apenas nos xingar! Use este espaço é seu!

Start typing and press Enter to search

Fique ligado nas novidades!
Assine nossa news!
Inscrever
Experimente, você pode se desinscrever a qualquer momento.
close-link